BUSCAR
Twitter
Twitter
Instagram
Facebook

Notícias

Casa das Rosas lança 5ª edição da revista Circuladô
30/09/2016

Durante a homenagem a Boris Schnaiderman, a Casa das Rosas lançou a 5ª edição da revista Circuladô, publicação do Centro de Referência Haroldo de Campos.

 

Numa época em que o processo de mundialização cultural se intensifica, com a ocorrência de grandes fluxos migratórios, do crescimento do turismo e de drástica redução das distâncias geográficas graças aos meios de transporte e comunicação, as diferenças de toda ordem entre as populações das diversas partes do planeta – inclusive as diferenças culturais e linguísticas – tornaram-se muito mais evidentes – atraentes para alguns, incômodas para muitos – e passaram a acirrar trocas, tensões e lutas. Nesse ambiente, a tradução adquiriu grande relevância, inclusive na literatura. Para além da mera transposição de conteúdo de uma língua para outra, a tradução passou a ser vista por alguns autores como um campo de criação em que a travessia entre universos linguísticos é uma oportunidade para introduzir o estranhamento  que inquieta e transforma. Esta quinta edição da revista Circuladô vai abordar, como tema principal, questões relativas a este novo papel da tradução.

 

Haroldo de Campos cultivou a tradução como criação e como crítica (aliás, título de um texto seu de 1962, publicado em seu livro Metalinguagem, em 1967) e seu trabalho como tradutor e teórico da tradução contribuiu muito (juntamente com seu irmão Augusto de Campos, Décio Pignatari e Boris Schnaiderman) para que este campo de atuação tenha o grande florescimento que teve nas últimas décadas e que hoje se constata no país. Reunimos, neste número, traduções e textos sobre tradução de autores já reconhecidos e de jovens autores que se destacaram recentemente.

 

Quando esta edição da revista estava sendo concluída, infelizmente ocorreu o falecimento de Boris Schnaiderman, aos 99 anos. Schnaiderman ensinou russo para Haroldo e Augusto de Campos e com eles compartilhou o esforço de tradução que resultou em dois livros fundamentais na cultura brasileira recente: Maiakóvski – Poemas, de 1967, e Poesia Russa Moderna, de 1968. Além dessas marcantes parcerias com os irmãos Campos, realizou, ainda, outras grandes contribuições na tradução, de Dostoiévski e Tolstói a Guenádi Aigui. Na crítica, destacam-se seus livros A Poética de Maiakóvski e Tradução- Ato Desmedido. Na sua extensa obra tem papel importante, também, seu trabalho de memorialista. Boris foi um dos autores mais importantes para a cultura brasileira nos últimos 60 anos e seu legado ficará para as futuras gerações.

 

Dedicamos esta edição à memória de Boris Schnaiderman.

 

Para ler a nova edição da Circuladô, clique aqui.


CASA DAS ROSAS
ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA
+55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 contato@casadasrosas.org.br
Av. Paulista, 37 Bela Vista CEP 01311-902 São Paulo Brasil
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Terça-feira a sábado, das 10 às 22h
Domingos e Feriados, das 10 às 18h.
(Passível de alteração, de acordo com a programação).
TRABALHE CONOSCO COMPRAS E CONTRATAÇÕES RELATÓRICO DE ATIVIDADES CONTRATO E GESTÃO OUVIDORIA SECRETARIA DA CULTURA Portal da Transparência Estadual
www.transparencia.sp.gov.br