BUSCAR
Twitter
Twitter
Instagram
Facebook
 
HAROLDO DE CAMPOS C. R. HAROLDO DE CAMPOS ACERVO HAROLDO DE CAMPOS CATÁLOGO DO ACERVO BIBLIOGRÁFICO REVISTA CIRCULADÔ REVISTA CTRL+ VERSO COOPERATIVA DA INVENÇÃO POESIA EXPANDIDA
BUSCAR
Twitter
Facebook

André Dick (Org.). PAIDEUMA. São Paulo: Risco Editorial, 2010.                                                

 

Por intermédio do poeta norte americano Ezra Pound, processou-se, no grupo da Poesia Concreta, o apego pela escolha de autores para construir um corpus capaz de oferecer opções aos poetas. O paideuma – conceito utilizado por Pound a partir de Frobenius – traria a “organização do conhecimento para que o próximo homem ou geração possa achar, o mais rapidamente possível, a parte viva dele e gastar o mínimo tempo com itens obsoletos”. Por meio desse paideuma, haveria a chamada “crítica por demonstração”, além dos punti luminosi, capazes de atrair a atenção dos leitores.

 

Para os concretos, as referências iniciais eram: Stéphane Mallarmé, com seu Un coup de dés; James Joyce, com sua “técnica de palimpsestos’, de narração simultânea através de associações sonoras”; Ezra Pound, com o “método ideogrâmico, que permite agrupar coerentemente, como um mosaico, fragmentos de realidade díspares”; e. e. cummings, que “desintegra as palavras, para criar com suas articulações uma dialética de olho e fôlego, em contato direto com a experiência que inspirou o poema”; João Cabral de Melo Neto, com sua “linguagem direta, econômica e objetiva”; e Oswald de Andrade, com seus poemas rápidos, “em comprimidos, minutos de poesia”.

 

O paideuma seguido pelos poetas concretos é o tema deste livro. Pound é analisado por Dirceu Villa; Mallarmé, por Paula Glenadel; Oswald de Andrade, por Gênese Andrade; Joyce, por André Dick; cummings, por Daniel Lacerda; e João Cabral, por Leonardo Gandolfi.


CASA DAS ROSAS
ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA
+55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 contato@casadasrosas.org.br
Av. Paulista, 37 Bela Vista CEP 01311-902 São Paulo Brasil
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Terça-feira a sábado, das 10 às 22h
Domingos e Feriados, das 10 às 18h.
(Passível de alteração, de acordo com a programação).
Governo do Estado de São Paulo
TRABALHE CONOSCO COMPRAS E CONTRATAÇÕES RELATÓRICO DE ATIVIDADES CONTRATO E GESTÃO SECRETARIA DA CULTURA OUVIDORIA