BUSCAR
Twitter
Twitter
Instagram
Facebook
 
HAROLDO DE CAMPOS C. R. HAROLDO DE CAMPOS ACERVO HAROLDO DE CAMPOS CATÁLOGO DO ACERVO BIBLIOGRÁFICO REVISTA CIRCULADÔ COOPERATIVA DA INVENÇÃO
BUSCAR
Twitter
Facebook

Edições Anteriores

APRESENTAÇÃO
EXPEDIENTE
EDIÇÕES ANTERIORES
CONTATO
   

REVISTA CIRCULADÔ - Edição 5

2016

       
   

REVISTA CIRCULADÔ - Edição 4

2016

       
   

REVISTA CIRCULADÔ - Edição 3

2015

       
   

REVISTA CIRCULADÔ - Edição 2

2014

A antiga Transluminura agora se chama Circuladô. O nome estava lá em Haroldo e o Caetano musicou; além disso, mantém o conceito básico de translação e diálogo entre diferentes códigos e culturas – presente no nome anterior – e apresenta a revista como um veículo que pretende fazer as ideias e inquietações criativas circularem.
O sucesso da publicação recente da poesia completa de Paulo Leminski (o livro “Toda Poesia – Paulo Leminski”, da Editora Companhia das Letras, que atingiu o 1º lugar no ranking dos livros mais vendidos) não lança luz, na mesma proporção, em sua obra em prosa – particularmente, em sua prosa de invenção desenvolvida no romance-ideia Catatau. A Circuladô dedica atenção especial a essa obra fundamental do poeta curitibano que, aliás, para escrevê-la, teve como uma de suas referências as Galáxias, de Haroldo de Campos.
Na seção Invenção, o leitor encontrará traduções de duas peças de Gertrude Stein, de trecho do Finnegans Wake, de James Joyce, além de traduções de obras de Leminski e Haroldo para o espanhol: uma página doCatatau, do primeiro; um fragmento das Galáxias e o poema Finismundo, do segundo. 
Destacam-se, também, dois artigos que abordam a poesia de Augusto de Campos e o vigor de sua constante renovação, seguidos de um artigo sobre poesia e tecnologia. 
A seção Galáxia Haroldo apresenta a importante entrevista com Boris Schnaiderman sobre sua amizade e colaboração com o autor de Crisantempo, republica um texto de Haroldo sobre o Catatau e traz um texto de Frederico Barbosa que lança uma visada poética sobre o conjunto da obra do poeta patrono desta revista.

         
   

REVISTA TRANSLUMINURA - Edição 1

2013

A revista Transluminura – de Estética e Literatura – é uma iniciativa do Centro de Referência Haroldo de Campos e será uma publicação anual dedicada a temas de estética e literatura. O foco da revista será a obra do poeta Haroldo de Campos, que se propõe a abordar o diálogo entre diferentes poéticas e da poesia com outros discursos. O primeiro número, intitulado Haroldo e outros, enfoca o caráter dialógico da obra do poeta paulistano, destacando sua afinidade com outros escritores e filósofos. Os autores do primeiro número são Antônio Sérgio Bessa, Aurora Bernardini, Charles Perrone, Elisabeth Walther-Bense, Horácio Costa, Leda Tenório da Motta, Lucia Santaella, Luiz Costa Lima e Márcio Seligmann Silva. Transluminura é a palavra com que Haroldo de Campos nomeia a operação de releitura/reescritura de outros autores em seus próprios livros de poemas ou “conjunto de textos reimaginados”, segundo o poeta.

 
         

 


CASA DAS ROSAS
ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA
+55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 contato@casadasrosas.org.br
Av. Paulista, 37 Bela Vista CEP 01311-902 São Paulo Brasil
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Terça-feira a sábado, das 10 às 22h
Domingos e Feriados, das 10 às 18h.
(Passível de alteração, de acordo com a programação).
Governo do Estado de São Paulo
POIESIS
TRABALHE CONOSCO COMPRAS E CONTRATAÇÕES RELATÓRICO DE ATIVIDADES CONTRATO E GESTÃO OUVIDORIA SECRETARIA DA CULTURA Portal da Transparência Estadual
www.transparencia.sp.gov.br