BUSCAR
Twitter
Twitter
Instagram
Facebook

Agenda

Evento Especial

IV ENCONTRO DE MUSEUS-CASAS LITERÁRIOS: “Museu e (in)visibilidade”

Por Ivanei da Silva e Marcelo Tápia

05/07 das 18h às 21h

Coordenação: Ivanei da Silva e Marcelo Tápia

Sexta-feira, e sábado, 5 e 6 de julho de 2019

 

Em sua quarta edição, o Encontro buscará explorar o tema da visibilidade em relação a diversos aspectos do museu: primeiramente, a própria maneira como a instituição se dá a ver no contexto cultural em que se insere; em seguida, os modos de aproveitamento da parte do acervo que permanece oculta aos visitantes; e, ainda, as possibilidades de presentificação do patrimônio imaterial envolvido no âmbito do museu como agente de preservação e construção de memória.

 

O Encontro visa à participação de instituições com perfil de museu-casa que podem ser distinguidos como espaços focados em literatura, em âmbito nacional. Seu objetivo fundamental é promover a troca de experiências entre instituições fundamentalmente relacionadas a personalidades da literatura, por meio de profissionais a elas ligados, ou cujo campo de estudos se associe a tal segmento. É destinado a profissionais e estudantes das áreas de museologia, arquivologia, biblioteconomia, letras (línguas, literatura, teoria literária e tradução), artes plásticas, artes cênicas, história, sociologia, turismo e afins, bem como a representantes da comunidade acadêmica e de instituições públicas, e, de modo geral, a interessados em museus e cultura.

 

Faça sua inscrição online, neste link, ou presencialmente, na recepção da Casa das Rosas.

 

Confira a programação completa:

 

5 de julho, sexta-feira, das 18h às 21h

Local: Casa Mário de Andrade

Endereço: Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda, SP

 

18h:

Mesa de Abertura

 

Ana Cristina Carvalho – Curadora do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo, Conselheira do Comitê Internacional para os Museus de Casas Históricas – DEMHIST / ICOM-BR e membro do Conselho de Orientação Cultural da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo

 

Antônio Lessa –  Coordenação da Unidade de Museus da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo SECEC-SP (São Paulo, SP)

 

Davidson Kaseker – Coordenador do Sistema Estadual de Museus da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo – SISEM-SECEC-SP (São Paulo, SP)

 

Ivanei da Silva (mediador) – Museólogo – Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (São Paulo, SP)

 

Marcelo Tápia – Diretor da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (São Paulo, SP)

 

Renata Motta – Presidente do Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (ICOM)

 

19h – 19h30:

Visita às exposições da Casa Mário de Andrade

 

19h30 – 21h:

Palestra: “Genômica museal"

 

Francisco Marshall– Professor Titular do Departamento de História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

 

O mapeamento genético do corpo humano, concluído em 2003, oferece-nos modelo epistemológico e metodológico para pensarmos, por analogia ou metáfora, o campo de memória, patrimônio e museu. O que nos constitui é a pergunta compartilhada. Pesquisa similar foi iniciada por Aby Warburg, com seu Atlas Mnemosyne, ora retomado mundialmente. Essas reflexões e suas provocações para a prática museal são o tema desta palestra, que pensará o patrimônio em passado, presente e futuro, e suas fronteiras conceituais e metodológicas. 

 

6 de julho, sábado, das 9h às 21h

 

Manhã (9h às 12h)

Local: Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Endereço: Av. Paulista, 37 – Bela Vista

 

9h – 9h30:

Recepção dos participantes

 

9h30 – 10h30:

Palestra: “Museus-Casas Literários na Web: estratégias para ampliação da visibilidade de acervos”

 

Ana Cecília Nascimento Rocha Veiga – Professora do Curso de Museologia da ECI/UFMG

 

As coleções on-line, a participação dos museus nas redes sociais e os websites, quando bem estruturados, contribuem para a difusão do conhecimento, a formação do gosto pela leitura, a acessibilidade dos acervos e até o combate às fake news. Nesta palestra discutiremos as peculiaridades dos museus-casas literários diante do imperativo de se fazerem presentes na web.

 

10h30 – 12h:

Mesa-redonda:  “O museu-casa visível para o público”

 

Ana Cláudia Rôla Santos – Coordenadora do Museu Casa Alphonsus de Guimaraens – Superintendência de Museus e Artes Visuais, Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais (Mariana, MG)

 

Angelica Fabbri – Museóloga – Diretora Executiva da ACAM Portinari (São Paulo, SP)

 

Aparecida Rangel – Museóloga/Tecnologista da Fundação Casa de Rui Barbosa/MinC (Rio de Janeiro, RJ)  

 

Paulo de Freitas Costa – Coordenador-Geral do Fundação Cultural Ema Gordon Klabin (São Paulo, SP)

 

 

12h: Deslocamento para a Casa Guilherme de Almeida – Rua Macapá, 187 – Pacaembu

 

Tarde (12h30 – 19h)

Locais:

- Museu Casa Guilherme de Almeida

Endereço: Rua Macapá, 187 – Pacaembu

- Casa Guilherme de Almeida – Anexo

Endereço: Rua Cardoso de Almeida, 1943 – Pacaembu

 

13h – 14h:

Visita ao museu Casa Guilherme de Almeida

Lanche

Deslocamento para o Anexo da Casa Guilherme de Almeida

 

14h30:

Palestra: “A invisibilidade institucional

 

Cecília Machado – Museóloga, coordenadora do Curso Técnico em Museologia da Escola Técnica Estadual Paula Souza – ETEC – Parque da Juventude (São Paulo)

 

A palestra abordará a "invisibilidade institucional" de museus inseridos em lugares de muito movimento. Para tanto, fará – a partir dos cases Museu do Horto, Museu do Juquery e MAC USP – uma reflexão acerca de meios de avaliação dos públicos que o museu deseja atingir e do entorno da instituição, buscando-se a inserção comunicacional e o desenvolvimento de ferramentas internas para a referida avaliação.

 

15h30 – 17h:

Mesa-redonda: “A casa invisível: a percepção de acervos ocultos”

 

Davidson Kaseker (mediador) – Coordenador do SISEM-SECEC-SP (São Paulo, SP)

 

Wilton Guerra  – Gerente do Núcleo de Preservação, Pesquisa e Documentação do Museu da Casas Brasiliera  –  UPPM-SP (São Paulo, SP)

 

Ivanei da Silva – Museólogo – Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (São Paulo, SP)

 

Ezequiel Barel Filho – Diretor de Cultura e Turismo, Secretaria de Cultura e Turismo, Prefeitura Municipal de Itapira (Itapira, SP)

 

Silviane Aparecida Sanches Sanches Rodrigues – Bibliotecária da Biblioteca Infantil Monteiro Lobato e do Centro de Documentação Espaço Cultural Cidade do Livro (Lençóis Paulista, SP)

 

17h – 17h30: Pausa para café

 

17h30 – 19h:

Mesa-redonda: Memória e imaterialidade: conexões entre os patrimônios material e imaterial

 

Alexandra Rocha – Supervisora do Núcleo Educativo da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (São Paulo, SP)

 

Cláudia Barbosa Reis – Museóloga e autora do livro A literatura no museu (Rio de Janeiro, RJ)

 

Ivanei da Silva (mediador) – Museólogo – Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (São Paulo, SP)

 

Júlio Mendonça – Coordenador do Centro de Referência Haroldo de Campos – Casa das Rosas Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura (São Paulo, SP)

 

Marcelo Tápia – Diretor da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo (São Paulo, SP)

 

 

 

 

 

SOBRE OS PALESTRANTES

 

Alexandra Rocha

É supervisora dos núcleos educativos da Rede de Museus-Casas Literários de S. Paulo. Bacharel em Artes Plásticas pela ECA-USP (1998), atua com arte-educação e coordenação artístico-pedagógica há 21 anos em museus e espaços culturais em São Paulo, como CEU, Fábrica de Cultura e Caixa Cultural São Paulo, além de ministrar aulas e cursos para professores, educadores e outros públicos.

 

Ana Cecília Nascimento Rocha Veiga

Graduada em Arquitetura e Urbanismo (UFMG, 2001) e doutora em Arte e Tecnologia da Imagem pela Escola de Belas Artes da UFMG (2012. É professora da Escola de Ciência da Informação da UFMG e docente do curso de Museologia, bem como do PROMESTRE (Mestrado Profissional da Faculdade de Educação da UFMG, linha Museus e Divulgação Científica) e do PPGCI (Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFMG). Membro do Comitê Internacional CIDOC – Documentação do ICOM (International Council of Museums). Desenvolve pesquisas em: gestão e museus, museus e informática, museus e web, teoria cultural. É Coordenadora do grupo de pesquisa LavMUSEU, registrado no CNPq, e de seu laboratório virtual.

 

Ana Cláudia Rôla Santos

Licenciada e Especialista em Letras pela Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP e Mestre em Letras – Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Há 13 anos coordena o Museu Casa Alphonsus de Guimaraens, onde desenvolve projetos que objetivam o conhecimento, a divulgação e a preservação da vida e da obra do poeta Alphonsus de Guimaraens, dialogando com a literatura, de um modo geral, e com a educação patrimonial. Acompanhou todo o processo de revitalização do Museu Casa Alphonsus de Guimaraens sendo responsável pela curadoria da exposição de longa duração Alphonsus de Guimaraens.

 

Ana Cristina Carvalho

Mestra e doutora em Artes Visuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.  Curadora do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo, é também Coordenadora do Programa Patrimônio em Rede do Governo do Estado de São Paulo, Conselheira do Comitê Internacional para os Museus-Casas Históricas (DEMHIST) do Conselho Internacional de Museus (ICOM), Membro do Conselho Consultivo do Comitê Brasileiro do ICOM (ICOM-BR), organizadora do Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas e Vice-Presidente da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA).  Autora, juntamente com Carlos Faggin, do livro São Paulo, Olhar os Museus, Olhar a Cidade (2012), e organizadora do livro Museus-Casas Históricas no Brasil (2013).

 

Angelica Fabbri

Museóloga, desde 2009 é Diretora Executiva da Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari – Organização Social de Cultura parceira da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo na gestão do Museu Casa de Portinari em Brodowski, do Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre em Tupã, do Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro em Campos do Jordão, todos no estado de S. Paulo, e nas ações de apoio ao SISEM – Sistema Estadual de Museus/SP. Especialista em Arte Educação e Museu pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), Pós-Graduada em Museologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESP/SP, possui Mestrado Profissional (MBA) em Bens Culturais: Cultura, Economia e Gestão pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo e Curso de Extensão Universitária na modalidade de Difusão: Como diagnosticar a comunicação em sítios patrimoniais e museus – USP – Museu de Arqueologia e Etnologia de São Paulo.

 

Antônio Lessa

É graduado em Direito pela Universidade Federal do Paraná, mestre em defesa e segurança hemisféricos pelo Colégio Interamericano de Defesa, atuou na OEA – Organização dos Estados Americanos e tem larga experiência na gestão pública, tendo atuado no Ministério da Justiça e Cidadania e no Gabinete da Presidência da República, onde coordenou a restauração do projeto original de ambientação do Palácio Alvorada e respondeu pela Curadoria de exposições nos Palácios Presidenciais. Desde fevereiro deste ano assumiu a coordenação da Unidade de Museus da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo.

 

Aparecida Marina de Souza Rangel

Doutora em Ciências Sociais, Mestre em Memória Social e Documento e Bacharel em Museologia, títulos obtidos na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Desde 2002 é Museóloga/Tecnologista da Fundação Casa de Rui Barbosa/MinC, sendo responsável pela Área Educativa e Chefe Substituta do Museu Casa de Rui Barbosa. Docente no Programa de Pós-Graduação em Memória e Acervos da Fundação Casa de Rui Barbosa. Áreas de interesse e atuação: Museologia, Museus-Casas, Documentação Museológica, Memória, Educação em Museus e Pesquisas de avaliação e estudos de público.

 

Cecilia Machado

Formada em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pós-graduada em Museologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Especialista em História da Arte e em História da Indumentária, é coordenadora de produção museológica e responsável por diversos projetos de implantação de museus e centros de memória.  Atualmente presta assessoria a museus do interior e da capital paulista. Coordena o Curso Técnico de Museologia da ETEC Parque da Juventude, do Centro Paula Souza, desde 2007.

 

Cláudia Barbosa Reis

Museóloga com especialização em museus históricos, é mestre em Letras pela PUC-RJ.  Responsável pela instalação e gestão da base de dados do Museu, dedicou-se à pesquisa museológica, centrada nos objetos componentes do acervo da instituição, publicada sob o título “Estudo sobre o acervo do Museu Casa de Rui Barbosa”, onde atuou entre 1976 e 2012. É autora do livro A literatura no museu, resultado de sua Tese de Doutorado em Letras pela PUC-RJ (2012).

 

Davidson Kaseker

Mestre em Museologia pela Universidade de São Paulo (PPGMUS-USP) e graduado em Letras pela USP (1983). Especialista em Administração de Empresas pelas Faculdades Armando Álvares Penteado (FAAP) e em Turismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)/MinTur (2010). Foi Secretário Municipal de Cultura e Turismo da Prefeitura Municipal de Itapeva no período de 2007-2012 e, desde junho de 2013, é diretor do Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP).

 

Ezequiel Barel Filho

Historiador pela UNICAMP, mestre em História da Arte e Patrimônio Cultural pela Universidade de Coimbra – UC, Portugal. Possui diversos cursos de aperfeiçoamento nas áreas de Educação, História e Patrimônio Histórico e Cultural. Atuou como professor de História, História da Arte e Educação Patrimonial para alunos do Ensino Fundamental, Médio, Pré-vestibulares e “EJA”. Além da docência, trabalhou como pesquisador nas áreas do Patrimônio Histórico e Cultural, História da Arte e História da Ciência, entre outras.

 

Francisco Marshall Licenciado em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul  e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1996),  realizou pós-doutorado na Princeton University (EUA) e na Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg (Alemanha). É professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, integrando o Departamento de História (IFCH) e no PPG Artes Visuais (IA). Atua nas áreas de História Antiga, Arqueologia Clássica e Historia da Arte, e também em Museologia, Iconologia, estudos do imaginário, História da Cultura, epistemologia, estudos renascentistas e história das ciências. Promoveu duas edições do Curso de Especialização em Museologia da UFRGS. Em Porto Alegre, implantou a Noite dos Museus e realizou suas primeiras edições (2016 e 2017).

 

Ivanei da Silva

Museólogo pela UniRio, é mestre em Memória Social e Documentos pela mesma instituição. Atuou em diversos projetos de produção, conservação e montagem de exposições e, atualmente, trabalha na Poiesis – Instituto de Apoio à Língua, à Cultura, e à Literatura, atuando como museólogo da Rede de Museus-Casas Literários de são Paulo, que inclui a Casa das Rosas, a Casa Guilherme de Almeida e a Casa Mário de Andrade.

 

Júlio Mendonça

Poeta, doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) – São Paulo. Coordena o Centro de Referência Haroldo de Campos, na Casa das Rosas. Foi o curador da exposição “Esdrúxulo! 100 anos da morte de Augusto dos Anjos” e organizou o livro Poesia (Im)Popular Brasileira. Publicou, também, o livro Democratizar a participação cultural.

 

Marcelo Tápia

Poeta, tradutor, ensaísta e professor, é graduado em Letras (Português e Grego), doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada e pós-doutorando em Letras Clássicas pela USP. É professor pleno do LETRA – Programa de Pós-Graduação em Letras Estrangeiras e Tradução da FFLCH-USP. Dedicado a estudos acerca de museus-casas, preservação e produção de memória, é diretor da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, formada por Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida e Casa Mário de Andrade, instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de S. Paulo geridas pela Poiesis – Organização Social de Cultura.

 

Paulo de Freitas Costa

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, é mestre em História da Arte pela Escola de Comunicação e Artes da USP. No ano 2000, realizou um estágio na National Gallery of Art de Washington, D.C., E.U.A., patrocinado pela Lampadia Foudation.  Atualmente é Coordenador-Geral da Fundação Cultural Ema Gordon Klabin. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Fundamentos e Crítica das Artes.

 

Renata Vieira da Motta

Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Museus e Gestão Cultural, atuando principalmente nos temas: museu, política pública e gestão. De 2011 a 2016 atuou na área de museus da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, como Diretora Técnica do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) e Coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico (UPPM). Atualmente está vinculada à Universidade de São Paulo, como Assessora do Gabinete da Reitoria para a área de museus e coleções. É membro do Conselho Consultivo do ICOM Brasil.

 

Silviane Aparecida Sanches Sanches Rodrigues

Bibliotecária com formação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. É responsável, na cidade de Lençóis Paulista – SP, pela Biblioteca Infantil Monteiro Lobato e pelo Centro de Documentação Espaço Cultural Cidade do Livro, que abriga o acervo de obras raras, arquivo histórico municipal e bibliotecas pessoais de escritores como Orígenes Lessa, Cora Coralina, Olavo Bilac e Antônio Houaiss, entre outros. Tem experiência na área de Ciência da Informação, atuando principalmente em mediação de leitura, internet, web sites, arquitetura da informação, gestão de bibliotecas públicas, universitárias e bibliotecas digitais.

 

Wilton Guerra

Mestre em Museologia pela USP e licenciado em História pela PUC-SP, é gerente do Núcleo de Preservação, Pesquisa e Documentação do Museu da Casa Brasileira desde 2006. Em 2000, organizou três volumes da coleção “Equipamentos, Usos e Costumes da Casa Brasileira” (Imprensa Oficial). Em 2015, na coordenação do Eixo Protocolos, do Comitê de Política de Acervo da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, desenvolveu juntamente com a equipe de três outros museus (Museu da Imigração, Museu do Café e Museu Índia Vanuíre) o primeiro Protocolo para Descrição de Mobiliário do Estado.

CASA DAS ROSAS
ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA
+55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 contato@casadasrosas.org.br
Av. Paulista, 37 Bela Vista CEP 01311-902 São Paulo Brasil
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Terça-feira a sábado, das 10 às 22h
Domingos e Feriados, das 10 às 18h.
(Passível de alteração, de acordo com a programação).
Governo do Estado de São Paulo