BUSCAR
Twitter
Twitter
Instagram
Facebook

Agenda

Música

CANÇÕES VELHAS PARA EMBRULHAR PEIXES

30/03 das 19h às 21h

Com arrudA e Peri Pane

Sábado, 30 de março de 2019 , das 19h às 21h

 

Em apresentação inédita no Museu, o projeto – criado em 2008 e com três discos lançados até o momento – traz canções geradas a partir do diálogo entre as composições de Peri Pane e as intervenções poéticas de arrudA, que capturam temáticas da atualidade em sua trama de poesia e música.    

 

 

arrudA é poeta, compositor e performer. Livros publicados: Topografia das ondas (Patuá, 2017), As menores distâncias podem levar uma vida (Selo Edith, 2010), Isso que nos falta é tudo que temos (Publicações Iara, 2012), 23 Poemas de arrudA (Coletivo Dulcineia Catadora, 2012) e A representação matemática das nuvens (Patuá, 2014). Já realizou parcerias musicais, como poeta e letrista, com artistas como Alzira E, Peri Pane, Tatá Aeroplano, Marcia Castro, Jerry Espíndola, Anelis Assumpção, Lucina Carvalho Gustavo Galo, Daniel Viana, Ligia Kamada, Flávio Tris, Meno Del Picchia, entre outros. Atua como parceiro e performance no espetáculo de música e poesia Canções Velhas Para Embrulhar Peixes, do disco homônimo de Peri Pane, lançado em 2012. 

 

Peri Pane é músico e, desde 2008, desenvolve o projeto de música e poesia Canções Velhas Para Embrulhar Peixes, ao lado do poeta arrudA, com dois álbuns lançados pelo selo Traquitana. Em 2009, Peri Pane lançou o disco O Fantasma da Light, com o grupo Odegrau. No mesmo ano, apresentou o programa Ecoprático, na TV Cultura, ao lado de Anelis Assumpção. Tocou violoncelo nos discos O Que Vim Fazer Aqui, de Alzira E, ASA, de Gustavo Galo, do coração dos pés, de Daniel Viana, e Canto de Árvore, de Lucina. Em 2003, criou a ação Homem Refluxo, com performances em São Paulo, no Rio de Janeiro e em festivais na Europa: Drap Art 2006 (em Barcelona) e Napoli Teatro Festival (em Nápoles). Suas canções “Tobogã pro Inferno” e “220 V” foram gravadas pelo grupo Cérebro Eletrônico e pela dupla Miranda Kassin e André Frateschi. Tem ainda parcerias gravadas com Tatá Aeroplano (“Todos os Homens da Terra”), Gustavo Galo ("Nosso Amor É uma Droga" e "Moda"), Trupe Chá de Boldo (“Splix”, parceria com Ciça Góes e Gustavo Galo), Meno del Picchia (“Sabrina”) e Bárbara Eugênia ("Ouvi Dizer", a partir de poema de arrudA).

 

 

CASA DAS ROSAS
ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA
+55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 contato@casadasrosas.org.br
Av. Paulista, 37 Bela Vista CEP 01311-902 São Paulo Brasil
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DO MUSEU
Terça-feira a sábado, das 10 às 22h
Domingos e Feriados, das 10 às 18h.
(Passível de alteração, de acordo com a programação).
Governo do Estado de São Paulo